Piiiiioooorrr sensação do mundo

22:39

Hoje tive a piiiiioooorrr sensação do mundo. Não consigo explicar aquilo que senti, só sei que nunca senti.

Tinha uma pessoa na minha família que sempre adorei, desde pequena, e ele a mim. Era mos muito próximos, riamos sempre, era uma coisa fora do comum para o resto da minha família.
Mas, por algumas razões, ele afastou-se de toda a família. 
No inicio fez me confusão mas agora estava habituada, apesar de cá no fundinho eu quisesse vê-lo. 
A verdade é que há uns 5 ou 6 anos que não o vi.
Hoje, por ironia do destino, vi-o. 
Foi muito estranho eu a passar de carro ele olhou para mim e eu para ele os dois com cara surpresa autentica, o meu coração nesse momento começou a bater cada vez mais rápido, algo que nunca tinha sentido. Mandei parar o carro, saí, fui a caminhar devagar em direção a ele, não sabia se havia de fazer uma cara de contente, de séria, chateada ou simplesmente ser EU. Mal cheguei perto do carro dele, ele imediatamente abriu a porta, levantou-se e deu-me um beijo. Não sabia de havia de o abraçar, como sempre o fazia, quando era mais pequena ou simplesmente responder com o mesmo,escolhi a segunda opção. Houve um silêncio durante demasiado tempo, o que não é normal em mim, o meu coração estava a duzentos à hora e eu tremia toda por dentro e por fora, mas tentava disfarçar tudo isso.Ele tratou-me como sempre me tinha tratado -Ritinha- mas eu já não consegui chamar-lhe o que lhe chamara sempre -Padrinho. Momento embaraçoso!! Foi extremamente estranho ouvir de novo a voz, ver de novo a cara, tudo foi estranho... Ele sabia a minha idade, sabia tudo como se não falássemos à um mês, só.

Foi horrível e ao mesmo tempo ..... , não sei, não consigo explicar tudo aquilo que se passou na minha cabeça naquele momento. E, ainda neste momento, estou um pouco a leste da realidade, a pensar em tudo o que se passou desde a ultima vez que nos vimos e todos os momentos que passei como o meu padrinho. Agora foi muito esquisito escrever "meu padrinho" acho que isso agora é só no papel, e mais nada para alem disso!

Mas, apesar de tudo isto, fiquei feliz por ver alguém que não vi à muito, muito tempo...

É SEMPRE UMA SURPRESA ENORME O QUE O DESTINO NOS TEM RESERVADO!!!


ML









You Might Also Like

1 comentários

  1. Sempre que revemos alguém que nos está distante á muito tempo é como se algo nos apunhala-se pelas costas.
    Eu com o meu padrinho, também é estranho escrever o nome "padrinho", já não o vejo á anos e ele desempenhou a função essa função durante 2 ou 3 anos e depois foi-se embora, tive uma raiva que nunca mais quis saber dele.
    Um dia foi ao hospital e la estava ele, a minha avó disse-me "Está ali o teu padrinho vai falar com ele ! " nem sequer liguei, mas não foi só a minha avo que o reconheceu, ele também viu que era eu.
    Ele veio ter comigo disse-me olá dei-lhe um aperto de mão e virei costas, dei-lhe o aperto de mão porque a educação cabe em todo o lado, mas depois disso nunca mais o vi. MG

    ResponderEliminar

Número total de visualizações de página