Um olhar pelo futuro

17:06

Sabem que gosto de fazer retrospetivas ao passado, mas hoje apeteceu-me apostar no futuro.

Dei por mim a pensar que daqui a um ano, estarei a ir para a universidade (se tudo correr bem...), acabei o secundário (espero ter sobrevivido), provavelmente daqui a um ano e meio terei a carta e um carro.

Parece que um ano ainda é muuuito tempo, mas na realidade não é assim tão pouco tempo!! E apercebo-me disso pq parece que há tão pouco tempo estava a entrar na básica e agora quase a sair da secundária, ou que a minha princesa nasceu há relativamente pouco tempo, mas já lá vão 9 meses, qualquer dia está a fazer um aninho!! (estou a sentir me velha!!). O tempo tem esta capacidade de passar por nós e quase nem nos apercebemos.

Sendo que, daqui a um ano estarei a entrar na universidade e ainda  não sei o que seguir, o stress começa a apoderar-se de mim, mas já vi tanta coisa, já me entusiasmei com tanta coisa, já desisti de tantas outras coisas. O que realmente gostava de fazer, até sei, gostava de ser cientista forense, mas tenho receio de não conseguir lidar bem com os mortos, tenho receio de apenas ter o gosto mas não o jeito. Tenho medo de tanta coisa.

Normalmente, as pessoas tomam uma decisão no curso que querem quando entram no secundário, para algumas já foi uma decisão difícil, sem certezas de nada. Comigo não foi assim, sempre soube que o queria, segui o  curso de ciências e tecnologias no secundário, sem qualquer hesitação ou dúvida. Talvez por isso veja agora  a minha vida tão incerta, não sei o que escolher, tenho medo que escolha algo que não me encaixe, tenho medo de não ser bem sucedida, tenho medo das minhas próprias decisões.


Mas espero que ao longo do tempo (só tenho um ano!!) me clarifique nestas decisões todas...


Com tudo isto para concluir que o futuro é uma incógnita, mas que as nossas decisões no presente o vão influenciar, não podemos ter medo do futuro, temos que deixar os nossos medos de lado e seguir em frente, não podemos preocuparmos tanto com o futuro, temos é que viver cada dia como um único e último. Há preocupações que devemos deixar para o tempo certo.


Por isso, eu vou deixar de pensar nisto (depois deste desabafo), pelo menos por enquanto, já que me encontro de férias...  


ML  
(de volta ao lado obscuro)






You Might Also Like

0 comentários

Número total de visualizações de página